Cursos verdadeiro, magnético e da bússola

Calcula a direção (curso, rolamento) verdadeira, magnética e da bússola por dadas direção, declinação magnética e desvio.

A seta de uma bússola magnética sempre aponta para o norte. Esta característica de uma agulha de bússola foi percebida no Século 21 e começou-se a utilizar uma bússola para orientação, especialmente no mar. Este dispositivo é bem simples. No entanto, se você desenhar uma linha de direção de um ponto de origem a um ponto de destino e sem desviar um único grau no curso planejado, vocÊ dificilmente vai alcançar o seu destino final, especialmente se a distância for longa.
Há dois fatores que influenciam o seu curso (curso da bússola) do curso que você desenhou em um mapa (curso verdadeiro):

  • Desvios das leituras da bússola - desvio magnético
  • Discrepância dos polos magnéticos e verdadeiros - declinação magnética

Para calcular o curso da bússola pelo curso verdadeiro ou vice-versa, você deve estipular os valores da declinação magnética para uma dada localização e o desvio da sua bússola nos campos correspondentes da calculadora. Os valores padrão calculam o curso da bússola para a transição da cidade de Cadiz (Espanha) até Cabo de São Vicente (Portugal). Para o cálculo, eu determinei o curso verdadeiro utilizando essa calculadora Ângulo do curso e a distância entre dois pontos na loxodromia (linha de rumo), onde eu inseri as coordenadas do Google Mapas. A declinação magnética foi obtida por uma tabela náutica do oeste do mar mediterrâneo.
Explicações detalhadas podem ser encontradas abaixo.

PLANETCALC, Navegação com bússola magnética

Navegação com bússola magnética

A declinação magnética muda com o tempo, aqui você deve especificar o ano para o qual a declinação magnética foi determinada
Valor da mudança anual da declinação magnética
Data do cálculo
Valores do desvio magnético da bússola com intervalos iguais para cada curso de 0 a 360 graus.
Dígitos após o ponto decimal: 2
Direção da bússola
 
Direção magnética
 
Direção verdadeira
 
O arquivo é muito grande; pode ocorrer lentidão do navegador durante o carregamento e a criação.

Desvio magnético

Aqueles que leram Jules Verne lembram que um capitão de 15 anos conseguiu seu navio depois que Negoro colocou um machado embaixo da caixa de bússola. Há muitas coisas no navio que podem afetar a bússola magnética. Para eliminar esse efeito, existem as as tabelas de desvio para cada bússola que mostra o desvio da bússola para vários cursos. Com o tempo, o desvio pode ser modificado devido a instalação de novos equipamentos ou a magnetização de partes velhas de ferro, então as tabelas são atualizadas regularmente. Utilizando os valores da tabela de desvio, é possível trazer o curso da bússola ao curso magnético. Para isso, o valor de desvio para esse curso da bússola é adicionado se estiver desviando a leste ou subtraído se estiver desviando a oeste.

Declinação magnética

Variação magnética em uma tabela náutica
Variação magnética em uma tabela náutica

A declinação magnética não depende do equipamento da embarcação, mas depende da sua localização e também varia com o tempo assim como o desvio, porém mais previsivelmente. A declinação magnética é indicada no mapa, com a indicação obrigatória do ano de medida e a média de mudança anual. Para trocar pelo curso real, primeiro nós obtemos o curso magnético e então adicionados a declinação magnética ao leste ou subtraímos a declinação magnética ao oeste. Em seguida, a mudança anual média da declinação magnética é levada em consideração (ela é multiplicada pelo número de anos e então adicionada ou subtraída).

Como lembrar como corrigir ou converter os pontos da bússola

O processo de troca entre curso da bússola e curso verdadeiro é chamado de correção de rumo e o processo inverso é chamado de conversão de rumo.
Há uma regra simples que você pode encontrar na literatura de navegação inglesa que te permite lembrar uma única palavra: CadET
De tal maneira que C(ompass - bússola), ad(d), E (asterly error - erro do leste), T(rue - verdadeiro). A conversão inversa é similar porém ao invés de adicionar as correções do leste, nós as subtraímos.

Fontes:

  • V.S. Mikhailov, V.G. Kudriavtsev, V.S. Davidov - Direções de navegação e velejo
  • Tim Bartlett An Introduction to Navigation. RYA.
URL copiado para a área de transferência
PLANETCALC, Cursos verdadeiro, magnético e da bússola

Comentários