Cifra de Vigenère

A calculadora criptografa o texto inserido usando a Cifra de Vigenère. Símbolos não alfabéticos (dígitos, espaços em branco, etc.) não são transformados.

Uma vez que já temos a Cifra de César, parece lógico adicionar a Cifra de Vigenère também. Aqui está a calculadora, que transforma o texto inserido (criptografa ou descriptografa) utilizando a cifra de Vigenère.

O algoritmo é bem simples. A cifra de Vigenère é a sequência das cifras de César com diferentes transformações (ROTX, veja Cifra de César). Por exemplo, a primeira letra do texto é transformada usando ROT5, a segunda - usando ROT17, et cetera. A sequência é definida por palavra-chave, onde cada letra define a mudança necessária. A frase LIMÃO, por exemplo, define a sequência de ROT11-ROT4-ROT12-ROT14-ROT13, que é repetida até que todo o bloco do texto esteja criptografado.

Como a Wikipédia nos conta, é uma forma simples de substituição polialfabética. A idéia por trás da cifra de Vigenère, como todas as cifras polialfabéticas, é disfarçar as frequências das letras do texto plano, o que interfere com a aplicação direta da análise de frequência, Por exemplo, se P for a letra mais frequente em um texto-cifra cujo texto plano está em Inglês, é possível suspeitar que P corresponde a E, porque E é a letra mais frequentemente usada em Inglês. Entretanto, usando a cifra de Vigenère, E pode ser descriptografado como diferentes letras do texto-cifra em diferentes pontos da mensagem, portanto derrotando a análise simples de frequência.
A fraqueza primária da cifra de Vigenère é a natureza repetitiva de sua chave. Se um criptoanalista adivinhar corretamente o comprimento da chave, então o texto-cifra pode ser tratado como cifras de César entrelaçadas, que individualmente são facilmente quebradas.

A variante de chave de funcionamento da cifra de Vigenère também foi considerada inquebrável certa vez. Essa versão usa como chave um bloco de texto tão longo quanto o texto plano. O problema com a chave de funcionamento da cifra de Vigenère é que o criptoanalista tem informação estatística sobre a chave (supondo que o bloco de texto está em um idioma conhecido) e essa informação será refletida no texto-cifra.
Se usar uma chave que é verdadeiramente aleatória é pelo menos tão longa quanto a mensagem criptografada e for usada apenas uma vez, a cifra de Vigenère é teoricamente inquebrável. Entretanto, neste caso, é a chave, não a cifra, que fornece força criptográfica e tais sistemas são propriamente referidos coletivamente como sistemas de pad únicos, independente de quais cifras são empregadas.

PLANETCALC, Cifra de Vigenère

Cifra de Vigenère

Texto transformado
 

URL copiado para a área de transferência
PLANETCALC, Cifra de Vigenère

Comentários