Cifra de Vigenère

A calculadora criptografa o texto inserido usando a Cifra de Vigenère. Símbolos não alfabéticos (dígitos, espaços em branco, etc.) não são transformados.

Esta página existe graças aos esforços das seguintes pessoas:

Timur

Timur

Clecius Brandao

Criado: 2020-06-16 00:05:06, Ultima atualização: 2020-11-03 14:19:39
Creative Commons Attribution/Share-Alike License 3.0 (Unported)

Este conteúdo é licenciado de acordo com a Licença Creative Commons de Atribuição/CompartilhaIgual 3.0 (Unported). Isso significa que você pode redistribuir ou modificar livremente este conteúdo sob as mesmas condições de licença e precisa atribuir ao autor original colocando um hyperlink para este trabalho no seu site. Além disto, favor não modificar qualquer referência ao trabalho original (caso houver) que estiverem contidas neste conteúdo.

Uma vez que já temos a Cifra de César, parece lógico adicionar a Cifra de Vigenère também. Aqui está a calculadora, que transforma o texto inserido (criptografa ou descriptografa) utilizando a cifra de Vigenère.

O algoritmo é bem simples. A cifra de Vigenère é a sequência das cifras de César com diferentes transformações (ROTX, veja Cifra de César). Por exemplo, a primeira letra do texto é transformada usando ROT5, a segunda - usando ROT17, et cetera. A sequência é definida por palavra-chave, onde cada letra define a mudança necessária. A frase LIMÃO, por exemplo, define a sequência de ROT11-ROT4-ROT12-ROT14-ROT13, que é repetida até que todo o bloco do texto esteja criptografado.

Como a Wikipédia nos conta, é uma forma simples de substituição polialfabética. A idéia por trás da cifra de Vigenère, como todas as cifras polialfabéticas, é disfarçar as frequências das letras do texto plano, o que interfere com a aplicação direta da análise de frequência, Por exemplo, se P for a letra mais frequente em um texto-cifra cujo texto plano está em Inglês, é possível suspeitar que P corresponde a E, porque E é a letra mais frequentemente usada em Inglês. Entretanto, usando a cifra de Vigenère, E pode ser descriptografado como diferentes letras do texto-cifra em diferentes pontos da mensagem, portanto derrotando a análise simples de frequência.
A fraqueza primária da cifra de Vigenère é a natureza repetitiva de sua chave. Se um criptoanalista adivinhar corretamente o comprimento da chave, então o texto-cifra pode ser tratado como cifras de César entrelaçadas, que individualmente são facilmente quebradas.

A variante de chave de funcionamento da cifra de Vigenère também foi considerada inquebrável certa vez. Essa versão usa como chave um bloco de texto tão longo quanto o texto plano. O problema com a chave de funcionamento da cifra de Vigenère é que o criptoanalista tem informação estatística sobre a chave (supondo que o bloco de texto está em um idioma conhecido) e essa informação será refletida no texto-cifra.
Se usar uma chave que é verdadeiramente aleatória é pelo menos tão longa quanto a mensagem criptografada e for usada apenas uma vez, a cifra de Vigenère é teoricamente inquebrável. Entretanto, neste caso, é a chave, não a cifra, que fornece força criptográfica e tais sistemas são propriamente referidos coletivamente como sistemas de pad únicos, independente de quais cifras são empregadas.

PLANETCALC, Cifra de Vigenère

Cifra de Vigenère

Texto transformado
 

URL copiado para a área de transferência
PLANETCALC, Cifra de Vigenère

Comentários